28 de abr de 2010

Ao Rei Tudo, Menos a Honra - Por Ciro Gomes

A cúpula de meu partido, o PSB, decidiu-se por não me dar a oportunidade de concorrer à Presidência da República. Esta sempre foi uma das possibilidades de desdobramento da minha luta. Aliás, esta sempre foi a maior das possibilidades. Acho um erro tático em relação ao melhor interesse do partido e uma deserção de nossos deveres para com o País.

Não é hora mais, entretanto, de repetir os argumentos claros e já tão repetidos e até óbvios. É hora de aceitar a decisão da direção partidária. É hora de controlar a tristeza de ver assim interrompida uma vida pública de mais de 30 anos dedicada ao Brasil e aos brasileiros e concentrar-me no que importa: o futuro de nosso País!

Quero agradecer, muito comovido, a todos os que me estimularam, me apoiaram, me ajudaram, nesta caminhada da qual muito me orgulho.

Quero afirmar que uma democracia não se faz com donos da verdade e que, se minhas verdades não encontram eco na maioria da direção partidária, é preciso respeitar e submeter-se à decisão. É assim que se deve proceder mesmo que os processos sejam meio tortuosos, às vezes.

É o que farei.

Deixo claro: acato a decisão da direção do partido. Respeitarei as diretrizes que, desta decisão em diante, devem ser tomadas em relação ao nosso posicionamento na conjuntura política brasileira .

Meu entusiasmo, e o nível de meu modesto engajamento, entretanto, compreendam-me, por favor, meus companheiros, irão depender do encaminhamento, pelo partido, de minhas preocupações com o Brasil, com nossa falta de um projeto estratégico de futuro, com a deterioração ética generalizada de nossa prática política, com a potencial e precoce esclerose de nossa democracia.

Agradeço novamente aos companheiros de partido pelo apoio que sempre me deram. Faço também um agradecimento especial ao povo cearense pelo apoio de todas as horas; mas minha lembrança mais grata vai para o simpatizante anônimo, para o brasileiro humilde, para a mulher trabalhadora, para os jovens, em nome de quem renovo meu compromisso de seguir lutando!

Por Ciro Gomes em www.cirogomes.com - 28/04/10.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

2 de abr de 2010

A Popularidade Governa

Maciel Junior

Nunca me importei muito com os quem governaram, sempre excedi minha atenção com os governados. É mais um erro condenar o comando político de um país pelas circunstâncias a que este está submerso, porém maior erro é desprovê-lo de responsabilidade. A democracia brasileira (não gosto destas duas palavras juntas) é jovem, porém sem nenhuma jovialidade. São políticos velhos – sem relação à idade – que estão comandando a nação tupiniquim. A cada dois anos o joguinho de escolha se repete. Não deveríamos gostar de jogos. Não sabemos jogar. Nem acompanhamos o resultado.
Tudo o que não era para ser normal virou comum. Os escândalos de corrupção não escandalizam mais ninguém, ao contrário está entretendo. Nem lembro bem qual foi o último escândalo – faz 30 minutos que não olho um site de notícias. E importa sabermos quais são os peculatos mais recentes? Muitas personalidades envolvidas negativamente acabam é conseguindo fama e divulgação grátis. Tanto que em eleições futuras acabam sendo eleitos/reeleitos. Nem as eleições os punem. Somos muitos injustos.
Engraçado este populismo atual do Lula. Brava para todos que não foi ele, que não fez nada, que não sabia... No mínimo um presidente inerte e desinformado. Mas o Lula é adorado, quase uma figura mística para boa parte da população brasileira. Ele possui seus méritos, porém mais visíveis antes de tornar-se Presidente. Fez um bom governo (me desculpe pelo exacerbado exagero – porém pelo histórico de presidentes é um dos melhores, ao menos provocou menos males), foi ajudado de uma bela forma pelos bons ares que ronda a economia Brasileira e a consequente atenção do mundo conosco.
É democracia um presidente usar de seu populismo para impor sem digestão uma candidata a todo um país? Consigo reconhecer a legitimidade da eleição do Presidente Lula, apesar de não identificar bem seus méritos posteriores a isto. Mas não há como reconhecer legitimidade na possível vitória da candidata Dilma se ela continuar com esta postura e dependência exagerada do lulismo.
Não faltam bons candidatos, faltam bons eleitores. Sei que o inverso soaria melhor a quem me ler.

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Autocensura News

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

» ver mais notícias no G1
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Tv Autocensura

Loading...

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


Voltar ao início da página

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.